Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Mundo Não São Só Dois Países

Numa viagem de comboio, dois jovens amigos com a poesia na alma, conversam: - Não sentes que há um determinado momento em que tens mesmo que escrever? - Sim, sinto que se não escrever nesse momento, não voltarei a escrever!

O Mundo Não São Só Dois Países

Numa viagem de comboio, dois jovens amigos com a poesia na alma, conversam: - Não sentes que há um determinado momento em que tens mesmo que escrever? - Sim, sinto que se não escrever nesse momento, não voltarei a escrever!

Mais Vale Prevenir...

...é a primeira lição a retirar desta tragédia.

A segunda lembra que quem quer agir, age. 

Ambas são lições, também, de carácter político. A sociedade parece estar a fazer uma parte do que lhe compete; a outra parte consiste em exigir rigor e seriedade aos que governam. É mais difícil, eu sei, todos sabemos!

http://24.sapo.pt/vida/artigos/juntos-por-todos-a-noite-de-solidariedade-que-mostrou-que-afinal-a-malta-nao-se-junta-so-para-ir-ao-futebol

O Valor Relativo

Hoje em dia, e cada vez mais, olho para quase tudo o que me rodeia de modo muito relativo, pelo menos, tento.

Se tudo o que há a fazer para resolver uma situação inusitada é trabalhar um pouco mais, ou um pouco mais depressa, então, o máximo que lhe podemos chamar é uma situação, uma circunstância, nunca um problema. Se é passível de ser resolvido, se apenas lança sobre nós um pouco mais de tensão, que no final do dia libertamos com uma caixa repleta de chocolates ou com uma caminhada (que isto da tensão... cada um se liberta da que tem como pode e gosta!), então, chamemos-lhe outro nome qualquer, problema é que não!

Dito isto, sabemos que é mais fácil falar, ou escrever, do que fazer e, por vezes, o que nos apetece mesmo é arrancar os cabelos!!!

 

 

Confiança nos Jovens - Esperança no Futuro

Tenho o bom hábito de não escrever textos ou fazer publicações sobre os aspectos mais pessoais, ou paradoxalmente, sobre os mais públicos da minha vida, como os de carácter profissional. Neste último caso, abro excepções para elogiar, para elevar o que está bem, para revelar as excepcionais qualidades daqueles com quem trabalho.

 

Hoje, ao despedir-me de uma aluna, numa festa, explicando que a festa fora organizada para os jovens, por isso, era deles e estava na altura de me despedir, ouvi esta extraordinária frase:

- Esta festa também é dos professores, que foi quem nos ensinou e trouxe até aqui!

 

Saí da festa, estava, de facto, na hora de regressar a casa, mas saí com mais confiança na juventude, nas boas pessoas que serão aqueles que agora ajudamos a formar.

 

Há esperança!

 

 

 

Quanto a Trabalho Infantil...

 

 http://rr.sapo.pt/noticia/86069/84_milhoes_de_criancas_arriscam_a_vida_todos_os_dias_a_trabalhar?utm_source=rss

 

...nenhum de nós está isento de culpas!!!

Compramos e consumimos o que estes países exportam graças ao trabalho das crianças!

Que esperamos? Que sejam os países em que existe exploração infantil, corruptos e corrompidos, governados por ditadorzecos alimentados por tubarões, a ter consciência?

Não é isso que esperamos, com certeza, porque sabemos que não acontecerá!

 

Note-se, não é trabalho, é escravatura!!!

 

Tascas, Críticas e Processos

Andei para aqui a ler sobre críticas a restaurantes e processos judiciais... Que isto da apregoada "liberdade de expressão" é algo tão relativo como outra coisa qualquer, já sabíamos!

De qualquer forma, o que é verdade, verdadinha, é que os donos da tasca das febras na Rua da Barroca nunca pensariam em processar-me, porque eu nunca proferiria sobre aquelas febras uma única palavra que não fosse elogiosa!

Pág. 1/2