Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Mundo Não São Só Dois Países

Numa viagem de comboio, dois jovens amigos com a poesia na alma, conversam: - Não sentes que há um determinado momento em que tens mesmo que escrever? - Sim, sinto que se não escrever nesse momento, não voltarei a escrever!

O Mundo Não São Só Dois Países

Numa viagem de comboio, dois jovens amigos com a poesia na alma, conversam: - Não sentes que há um determinado momento em que tens mesmo que escrever? - Sim, sinto que se não escrever nesse momento, não voltarei a escrever!

O Meu Campeonato

Conhecer lugares dominados pela falta de oportunidades e conviver com crianças e adolescentes que vivem e sobrevivem rodeados pela pobreza é aprender a reconhecer uma vitória. De facto, vencer um jogo contra a França num Campeonato Europeu de Futebol é uma vitória indiscutível.

Trata-se, ainda assim, de uma vitória insignificante se comparada com o exemplo daquelas crianças e adolescentes quando fazem, fruto da perseverança e do talento, um percurso totalmente inverso ao que deles se espera - quando deles se espera persistir na pobreza, quando deles se espera a ignorância, quando deles se espera a marginalidade, quando deles se espera a criminalidade e quando eles, erguendo-se de tudo isso, se transformam em atletas, artistas, profissionais honestos em diferentes áreas, quando surpreendem e mudam a sua vida e a dos que os rodeiam.

A vida dos que ganham projecção torna-se, inevitavelmente, pública. A vida dos jogadores da Selecção Portuguesa de Futebol é pública, pelo que sabemos que entre eles se contam alguns que fizeram um percurso que os fez elevar-se dos meios de que são originários. E que extraordinário percurso! 

Esse foi o primeiro campeonato que alguns tiveram que vencer: fugir à falta de oportunidades, fugir à estagnação, fugir a uma existência de exploração no trabalho, na sociedade; vergar pela capacidade física e intelectual os intolerantes que grassam pelo mundo.

Como profissional, repito diariamente aos adolescentes com quem trabalho que têm capacidades insuperáveis, que são muito talentosos, que têm muito valor e que para colocar em destaque essas qualidades só têm que trabalhar e persistir. Revelam-se, frequentemente, melhores cantores, melhores actores, melhores pintores, melhores escritores, melhores leitores, melhores atletas, melhores pessoas do que aqueles a quem são dadas todas as oportunidades, por vezes, de mão beijada. Nem todos serão, ainda que persistam e trabalhem, excepcionais, famosos e ricos, mas todos conquistarão, se  tiverem tenacidade e a coragem de lutar, uma oportunidade honesta de levar o mundo a acreditar neles. Para alguns, esse "mundo" será a família, os amigos, o bairro; para outros, será o país ou o Mundo inteiro.

Esse é o campeonato em que acredito... serão campeões os que acreditarem e perseverarem, como foram campeões da Europa os jogadores da Selecção; entre eles, alguns foram campeões de uma trajectória que os transformará, para sempre, em paradigmas de superação.

Chora Que Logo Bebes...

 

Aventureiros, destemidos, chorões, desalentados, "choraquelogobebenses"... Leiam estas Aventuras e fiquem a saber o que está para lá e para cá do Muro. Que Muro? Ah... leiam e descobrirão!

Garantida está uma viagem pelo mundo, um mundo especial, o da nossa infância, o da vida adulta dos que amam e sonham, o mundo dos que se atrevem, dos que fazem da vida uma fábrica de momentos inauditos.