Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Mundo Não São Só Dois Países

Numa viagem de comboio, dois jovens amigos com a poesia na alma, conversam: - Não sentes que há um determinado momento em que tens mesmo que escrever? - Sim, sinto que se não escrever nesse momento, não voltarei a escrever!

O Mundo Não São Só Dois Países

Numa viagem de comboio, dois jovens amigos com a poesia na alma, conversam: - Não sentes que há um determinado momento em que tens mesmo que escrever? - Sim, sinto que se não escrever nesse momento, não voltarei a escrever!

Um Livro-Viagem

Disse-me um Adivinho

 

Um livro, para me cativar, tem que me dizer o que pensa o autor, mas tem que dizer, também, o que eu diria, se tivesse o "engenho e arte". O autor vai viajando e ler é viajar com a sabedoria dele e o nosso entendimento. Um livro encanta quando nos mostra experiências e lugares fascinantes. Este, com certeza...

A cada página nova encontramos um recanto e uma realidade que percorremos com o interesse de um viajante. E viajamos, de facto, Hong Kong, Luang Prabang, Banguecoque... Mais, muito mais, na mistura encantatória do que é bom e mau na Ásia, do que os olhos vêem e do que é místico e intangível.

Impressionante é, também, a clarividência do autor, a lúcida perspectiva sobre um mundo em transformação, "para pior", já no tempo da escrita deste Disse-me Um Adivinho, de Tiziano Terzani.

Verdade

Alguém, entre as colegas que se fizeram amigas, se lembrou, em iluminada hora, de escrevê-lo em letras garrafais, no tempo das académicas loucuras, e afixá-lo na parede, como um convite à inadiável tarefa de deixar para depois. E por lá ficou, num dos quartos partilhados desse tempo tatuado na memória. Que ideia extraordinária esta da LIBERDADE!

Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
Sol doira
Sem literatura
O rio corre, bem ou mal,
Sem edição original.
E a brisa, essa,
De tão naturalmente matinal,
Como o tempo não tem pressa...

Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quanto é melhor, quanto há bruma,
Esperar por D.Sebastião,
Quer venha ou não!

Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,

Flores, música, o luar, e o sol, que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

Mais que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças
Nem consta que tivesse biblioteca...

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

Privilégio e Memórias

 

Foto de Sao Alves.

Na apresentação do livro Esquiço, da autoria da minha amiga Elsa Graça Lopes, tive oportunidade de afirmar e comprovar que os amigos de infância ficam para sempre guardados no coração. Fazem parte de um mundo feito à nossa medida.

Ouvir Quem Sabe

 

Foto de Maria Guiomar Palmeiro.

O lançamento do livro Aqui, Onde o Sol, Logo em Nascendo, Vê Primeiro (fotografias de Raquel Belli e Ramos Horta; textos de Xanana Gusmão e Ramos Horta) foi uma oportunidade para ver traçado o perfil da cultura timorense por duas personalidades conhecedoras da essência dessa cultura - o Dr. Ramos Horta e o escritor Luis Cardoso. Num fim de tarde, sentada numa sala em Lisboa, segui um percurso feito de rituais, de hábitos, de lugares, de tradições; foi um fim de tarde em que viajei por Timor, como se lá estivesse novamente, guiada pelas vozes sábias de oradores eloquentes.
As imagens do livro ganharam vida, tão esclarecedoras foram as palavras destes oradores; ilustraram momentos, vivências, costumes de tempos idos, palavras que revelaram um país. E foram ditas de forma tão simples quanto expressiva, numa apresentação marcada aqui e ali por histórias únicas, contadas na primeira pessoa, pontuadas por comentários a contribuir ora para a identificação da plateia com os oradores e com Timor, ora para a boa disposição de todos. Tudo isto e ainda uma reflexão sobre a actualidade, cá e lá, mais uma prenda, devidamente contextualizada.

Um retrato de Timor-Leste, nos seus aspectos mais típicos, ficou delineado, mas Timor são tantos retratos... anseio por outras imagens, textos, apresentações, palestras sem a pretensão de palestra. Obrigada.

Pág. 1/3